No Ceará tem disso sim…

Nas vezes que eu viajei pra escalar pelo Brasil, a pergunta mais frequente que eu escutava era: “O que tem pra escalar no Ceará?”. Talvez essa pergunta feita sempre cheia de surpresa, se deva a imagem que se “vende” do estado para o resto do país, que é a das praias, com suas águas verdes e as dunas branquinhas.

Mas o Ceará também é um estado de montanhas. Encravadas no meio do sertão, às vezes em climas áridos e secos, outras vezes com um clima mais tropical e úmido, as montanhas fazem parte da paisagem cearense, e local pra escalar é o que não falta no estado.

Talvez o local de escalada mais conhecido do Ceará, Brasil afora, seja a cidade de Quixadá, distante 160km de Fortaleza. Famosa pela formação da Galinha Choca, e por ser um dos melhores locais do mundo para a prática do vôo livre, a cidade é também um pico de escalada com um potencial imenso a ser explorado.

É impossível não ficar de queixo caído ao avistar as imensas montanhas rochosas da cidade, que aparecem quase que de repente no meio do sertão. Os gigantescos monólitos de granito se destacam no horizonte, conferindo à paisagem um clima quase sobrenatural.

O estilo de escalada de Quixadá é bastante técnico, imposto pela formação da rocha, onde cristais de vários tamanhos afloram na superfície do granito. Quanto mais difícil a via, menores e em menor quantidade são os cristais. Por isso um bom uso dos pés e bastante equilíbrio é item indispensável para vencer as vias locais, seja qual for o nível do escalador. Vias mais regleteiras também existem, mas são raridade.

Quixadá conta hoje com mais de 100 vias catalogadas, entre vias esportivas e tradicionais, com proteção fixa ou móvel. Tem pra todos os gostos. Elas estão espalhadas nas diversas montanhas que cercam a cidade, que na sua maioria são completamente inexploradas ou tem apenas poucas vias conquistadas. Ou seja, espaço aberto pra conquistadores de todo o país.

Eu diria que Quixadá poderia comportar fácil umas 500 vias, e se tornar um dos maiores picos de escalada brasileiro. Pedra é o que não falta na região!

Além de Quixadá, um “point” importante de escalada no estado é Redenção, a 70km de Fortaleza, que conta com os setores de escalada esportiva mais frequentados pelos escaladores locais, devido à proximidade.

O pricipal local de escalada em Redenção é a Pedra do Assombrado, uma parede de granito que conta com 2 setores ativos: o principal, que dá nome ao lugar, tem vias esportivas a partir do 6sup, com a via mais forte confirmada sendo um 8a; e o setor da Pedra Vermelha, um grande negativo com agarras abauladas, com vias começando no 7c, e é local de um projeto que deve ficar na casa do nono grau. Fica também no Assombrado o projeto aparentemente mais difícil do estado, que segundo alguns, pode chegar na casa do décimo.

Além desses setores, Redenção tem áreas ainda a serem exploradas, como o setor Segundo Andar, no Assombrado, e a Pedra do Pitombeira, com potencial para agregar vias tradicionais à já consistente coleção de vias de Redenção.

Um outro local de destaque é a Furna dos Ossos, em Tejuçuoca (160km), um pico de escalada em calcário que guarda muita semelhança com a Serra do Cipó.

O local ainda é pouco explorado, com pouco menos de 30 vias catalogadas, mas com um potencial imenso para escalada esportiva. Paredes verticais, negativas, tetos, uma variedade imensa. Creio ser o local com maior potencial para dar ao Ceará vias de grau elevado, devido às longas paredes negativas, que debaixo, parecem inescaláveis. O setor dos Tetos é algo de realmente impressionante, algo que ainda não tinha visto no estado. Com certeza, Tejuçuoca ainda vai dar muito o que falar no futuro.

Mas esse são apenas os principais locais onde já se escala no estado. O Ceará ainda tem várias montanhas muito pouco exploradas e frequentadas e algumas que nunca viram a cor do magnésio. A região da Serra da Ibiapaba, Irauçuba, Itapajé, Ipu, Monsenhor Tabosa. Novos lugares para escalada em grandes paredes, esportiva, e boulder ainda estão por ser descobertos.

Se você é escalador e está procurando um lugar pra escalar nesse final de ano onde chuva não seja um problema, creio que o Ceará é a resposta. Os escaladores locais estão sempre de braços abertos para receber a galera do resto do Brasil, apresentar os picos cearenses e fazer do estado um lugar cada vez melhor para a prática da escalada.

Facebook Comments Box