Díario de Treino XIII

Fala galera! Bem tô aqui de volta pra falar um pouco de como foi a semana passada pós-lesão. Como falei na semana passada me lesionei faltando 2 semanas para o campeonato brasileiro de boulder. Provavelmente alguma lesão não muito grave no tendão que liga o grande dorsal ao úmero. Digo não muito grave, porque não chego a sentir dor ao fazer qualquer movimento normal com o braço, apenas sinto um leve desconforto na axila. Não cheguei a ir no ortopedista porque eu não quis gastar dinheiro pra ir no médico e ele me dizer algo que eu não ia fazer. Com certeza ele iria me passar umas 2 semanas de fisioterapia (pelo menos) e ia me dizer pra não competir, algo que eu não iria fazer.

Resolvi então tirar a semana passada de descanso forçado e entrei no antiinflamatório durante 4 dias. No domingo resolvi aparecer no muro, fazer um treino leve, pra sentir um pouco a lesão. Realmente treinei bem de leve, fiz algumas travessias e entrei em alguns boulders e nada senti. Tentei entrar no negativo de 45º, e apesar de não sentir dor, senti que forçava bastante o local da lesão, e que esse tipo de movimento poderia machucar mais. Ontem voltei outra vez no muro, dessa vez sentindo um desconforto maior no local, mas depois de algumas voltas no muro, a sensação passou completamente. Creio que seja isso que vai acontecer durante o campeonato. Depois de aquecer pouco devo sentir, mas sei que devo ir com cautela para não magoar ainda mais a lesão e transformar em algo maior que me deixe longe da escalada por algum tempo. Percebi que são movimentos bem específicos que forçam a lesão, principalmente blocadas de esquerda. Ainda consigo fazer blocadas com o braço esquerdo, mas quando mais forte é o movimento, mais sinto forçar a lesão.

Baseado nisso, montei minha estratégia para o brasileiro. Como a competição vai ser estilo festival, vou tentar selecionar o melhor possível quais boulders vou entrar. Priorizar os boulders menos lesivos e evitar a todo custo fazer força em boulders com as características que podem piorar a lesão. É isso o não competir, mas não competir está fora de cogitação. Quero participar desse brasileiro.

Agora vem a notícia legal da história. Com essa lesão e o fato de não poder competir nessa etapa estando 100% bem, estou pensando seriamente em participar de mais um etapa do brasileiro esse ano. Provavelmente será a terceira etapa, em Belo Horizonte. Até lá vou  ter 3 meses para me recuperar e treinar mais, além de um tempo pra recuperar as finanças (rs). Espero que tudo dê certo e eu posso participar também dessa etapa em BH e aproveitar pra dar uma esticada nos picos mineiros!

É isso ai pessoal, a competição é sábado, e eu viajo amanhã! Fiquem ai na torcida pra eu não me mazelar mais. O resultado no campeonato pouco importa. Pra quem estiver na SBM durante o final de semana, a gente se vê lá!

Facebook Comments