Adam Ondra e a tentativa do 12a em flash

Pra quem estava ligado na internet nessa sexta-feira passada, dificilmente deve ter deixado passar batido a notícia que se espalhou pela rede mais rápido do que morte de rapeleiro: Adam Ondra estava na base da via Biographie (Realization) e ia tentar a cadena em flash! Isso foi o bastante para a comunidade de escaladores do mundo inteiro entrar em verdadeiro estado de êxtase e uma corrente de “vibe” positiva ser emanada em direção ao monstro (mutante-messias-alienígena) Adam Ondra. Todos aguardando um momento que iria entrar pra história da escalada mundial: o primeiro 12a (9a+ fr; 5.15a us) em flash do mundo! E eu disse iria, justamente porque não foi. Adam Ondra não conseguiu a cadena. Apesar de toda a energia positiva ele caiu faltando 4 ou 5 movimentos para finalizar o crux final. Segundo os relatos, dessa vez não teve choradeira, gritaria, nem xingamento. Adam simplesmente subiu e isolou o lance, para tentar a via de novo. E ele tentou mais uma e mais outra vez, sem sucesso.

Mas porque tanto alarde com algo que resultou em fracasso? Pra entender isso, é preciso conhecer um pouco da história da escalada e da mítica via Biographie.

A via em questão foi originalmente aberta pelo escalador francês Jean-Christophe Lafaill no famoso pico francês de Ceüse em 1989. A via ganhou o nome de Biographie e era exatamente como é hoje. Em 1996 outro famoso escalador francês, Arnaud Petit, incluiu uma parada no meio da via e fez a ascensão da primeira metade, graduando esse trecho em 11b (8c+ fr; 5.14c us). Mas foi somente em 2001 que a via original teve sua primeira ascensão. Chris Sharma travou uma épica batalha de 4 anos com a via, caindo repetidamente no mesmo lugar, até que conseguiu a cadena da via que viria a ser conhecida dali pra frente como o primeiro 12a do mundo!

O tempo passou, e de lá ate aqui vários outros escaladores já repetiram a via: Sylvain Millet, Dave Graham, Patxi Usobiaga, Ethan Pringle, Ramon Julian e mais recentemente, Enzo Oddo. Todos depois de bastante tempo de esforços e várias tentativas. Mas 10 anos depois da mítica primeira ascensão um escalador se alinha mais uma vez na base  da via, mas dessa vez para fazer uma inédita tentativa em flash. E o assunto com certeza seria tratado como piada de mal gosto, ou uma grande mentira, se o escalador em questão não fosse Adam Ondra.

Já era sabido que a algum tempo Adam perseguia subir o nível atual da escalada à vista, atualmente estacionado no 11b. Ele mesmo já fez várias cadenas à vista nessa graduação, e também já havia feito algumas tentativas de 11c à vista, todas sem sucesso. Tendo isso em mente, não é tão inimaginável assim uma cadena de um 12a em flash. Pelo menos não para Adam Ondra.

Escalar a Biographie em flash era um antigo sonho de Adam, e que ele adiava aguardando alcançar o “timing” perfeito para isso. O primeiro sinal que Adam recebeu de que a hora podia ter chegado foi durante uma tentativa de repetição da via Papichulo 12a, que ele já havia encadenado três anos atrás. Adam entrou na via no final do dia, sem lembrar muito bem do beta, e ainda assim conseguiu fechar a via com duas quedas. Nesse momento Adam sentiu que poderia escalar um 12a em flash, se soubesse o beta correto.

Durante sua atual trip que, culminou com a tentativa, a cadena de mais um 11b à vista e o FA da via Jungle Boogie 12a deram a Adam a confiança necessária para tentar o flash histórico. Ele havia assistido exaustivamente os vídeos e feito anotações com os pontos chaves a se lembrar. Determinado, Adam partiu em busca da cadena. Infelizmente ele não conseguiu, mas só o fato de ter existido a tentativa já deixa claro o nível atual em que a escalada esportiva se encontra, prestes a dar um salto gigantesco em dificuldade. Passo este que será dado, sem dúvida alguma, por esse moleque de 19 anos que um dia sonhou em escalar um 12a de flash.

Fonte: Planet Mountain, Desnível, Rock and Ice

Facebook Comments