Bate-papo com Felipe Camargo sobre o filme Brasil Vertical

Hoje o escalador Felipe Camargo liberou seu curta, Brasil Vertical (o vídeo você confere abaixo), resultado de quase um ano de filmagens das cadenas de algumas das linhas mais difíceis do Brasil. Aproveitando o ensejo, eu bati um papo demorado com ele pelo Facebook  (demorado porque a internet dele não ajudou) sobre o filme e os projetos para o próximo ano.

Desce daí, doido: Hoje você está lançando o seu curta, Brasil Vertical. Diz aí como surgiu a ideia de produzir esse vídeo.

Felipe Camargo: A ideia surgiu vendo os vídeos do pessoal de fora, principalmente do Paul Robinson que me motivou bastante! E junto a isso a vontade de escalar mais pelo Brasil esse ano. Sempre estava viajando e nunca ficava no Brasil no inverno, a melhor época pra escalar aqui. Entao tinha muita via dificil e muito projeto que ouvia muito e não conseguia tentar nunca. Ai acabei juntando as duas coisas, a vontade de aprender a mexer com vídeo e a de ficar e explorar mais as escaladas daqui e resolvi fazer o video.

DD: Tu citou ai o Paul Robinson, e ele é um dos caras lá de fora que meio que tá liderando essa tendência dos escaladores profissionais de filmarem e editarem o próprio material. Mas pra ti, quando foi mesmo que tu parou e pensou: “Poh, eu posso fazer isso. Posso fazer meus próprios videos”?

FC: Cara não sei! Hahaha! Resolvi tentar, não sei ainda se posso ou não. Vou saber se a galera gostar! Se não passa pra outro fazer esse trabalho! Hahaha! Brincadeira. Mas resolvi tentar aprender, é uma área muito legal de trabalhar!

DD: O fato de ter participado do Reach, do Nathan Bancroft, junto com o Jon Cardwell, de alguma forma te influenciou nessa empreitada?

FC: Não influenciou muito não. Com o Nathan eu não tive que me preocupar com nada, só escalar. Ele é muito profissional e muito bom nas filmagens, fazia tudo acontecer natural, não precisava ficar repetindo os movimentos muitas vezes nem nada, e eu não fazia ideia de nada de edição. Só agora mesmo que resolvi ir atrás e aprender um pouco. Mas com certeza o nivel do meu video vai ficar bem longe do nível do Nathan! Hahaha!

DD: Obviamente que tu não fez tudo sozinho, afinal de contas alguém tinha que escalar. Mas como foi o processo, quem te ajudou nas filmagens?

FC: Como o video foi feito bem “low budget” contei com a ajuda de amigos, ninguem profissional não, só com uma boa noção de trabalhar com câmera e com vontade de ajudar! (Obrigado a todos mais uma vez ) e também fiz muitas imagens com tripé, imaginando a cena e deixando a camera fixa!

DD: Mas a parte da edição ficou por tua conta mesmo, né?

FC: Sim. Meu irmão me ajudou com alguns detalhes, mas a grande parte foi por minha conta. Tinha um ano todo pra aprender e ir fuçando. Na parte de edição mesmo, música/escalada estou bem satisfeito! Na parte gráfica ainda da pra aprender a usar After Effects e melhorar muita coisa.

DD: Tenho aqui uma pergunta do editor e escalador Caio Gomes: É cada vez mais frequente o aparecimento de “produtoras de escalada” com escaladores diretores, editores e roteristas. Você, que desempenhou esses três cargos em seu curta – diga-se de passagem, muito bem -, pensa em realizar mais trabalhos como esse dando início à uma própria produtora ou buscará ajuda de uma já estabelecida no mercado?

FC: Cara ainda não sei. Definitivamente me motiva isso de trabalhar com vídeos, mas ainda tenho um longo caminho de aprendizado pra querer trabalhar com isso de verdade! Mas acredito que nos escaladores que mexemos um pouco com isso, devíamos nos unir e pegar trabalhos juntos! E acho que assim vamos evoluir muito.

DD: No total…quanto tempo levou pra filmar e editar o video?

FC: Comecei as filmagens em março e só lancei agora dia 17 de dezembro. Entre encadenar vias, filmar e editar é um longo processo.

DD: Das vias que estão no filme, qual tu considera a que ficou melhor?

FC: Uma das que eu mais gostei foi a Poder Paralelo, pela estética da via, a linha é perfeita! Mas uma das mais bem filmadas foram o Coquetel de Energia que o Bie filmou pra mim. E uma das imagens que mais gostei foi essa de longe da Premonição que e a capa do video, que o Pedrinho (Pedro Leite) quem filmou.

DD: E qual a que deu mais trabalho pra registrar?

FC: Acho que o Coquetel também, pela via ser tão abrasiva e ter que ficar repetindo os movimentos foi duro! Hahaha!

DD: Tu já tinha comentado que o filme ia seguir um estilo de mais escalada e menos conversa, o que a galera acostumou chamar de “Climb Porn”, as vezes até de forma pejorativa. O que te fez escolher por esse estilo?

FC: Porque acho que principalmente por ser um video de via e não boulder, poderia facilmente ficar tedioso. E acho que sendo uma edição rápida, com cortes rápidos e dinâmicos e pouca fala consegueria evitar isso. Mas também porque gosto mais de ver videos de ação, com música boa, que te motiva pra ir escalar e treinar! Sem mto bla bla bla…a não ser que seja uma super história muito interessante.

DD: Agora sobre o nome. Esse eu sei que deu trabalho…

FC: Hahaha! Ô se deu!

DD: Depois de definido rolou um pequeno problema com direitos…como foi que tu contornou isso?

FC: Acabei fazendo na afobação e nao pensei direito sobre o nome. Queria algo simples e direto, e que tanto brasileiro como os gringos entendessem. Mas existe a marca Brasil Vertical, do Bito e da Karina. Mas conversamos e ficou tudo acertado.

DD: O filme acabou sendo meio que uma retrospectiva do teu ano de 2012 na rocha. Qual é a avaliação de 2012? Ficou faltando alguma coisa…algum projeto?

FC: Cara, a gente sempre acha que poderia ter feito mais né? Fiquei satisfeito com a quantidade de vias sim. Mas o Brasil é muito grande e tem muita coisa ainda. Passa Vinte e Corupá são dois lugares que gostaria que entrassem no vídeo e ficaram de fora. Fica pro proximo! hehehe

DD: E o ano que vem? Quais os planos? Algum projeto especial?

FC: Hehehe, várias ideias! Mas nada em concreto ainda. Vamos ver o que acontece.

DD: E o Nordeste? Faz tempo que você diz que vem e nada? Em 2013 vai aparecer por aqui mesmo ou é só conversa? rs

FC: Hhahaha! Em 2013 certeza!!! Tô louco pra conhecer esses negativos dai!

DD: Valeu ai Felipe pelo bate-papo! Espero que o filme espalhe ai pra todo canto e alcance o seu objetivo!

FC: Tomara! Valeu a ajuda ai, em todo o processo!

Confira abaixo, na íntegra, o curta Brasil Vertical, com Felipe Camargo! Recomendo colocar em 720p e em tela cheia!

Facebook Comments