Campeonato Brasileiro de Escalada pode não acontecer esse ano

Depois de ter no ano de 2012 um dos melhores anos em termos de competição (se não, o melhor) com direito a três fantásticas etapas do Brasileiro de Boulder, esse ano as coisas foram bem diferentes. Para pior. Em um comunicado “extra oficial” o coordenador de competições da CBME, Pedro Leite, informou que não foi possível fechar, até a presente data, um calendário para o Brasileiro de Escalada 2013, pois nenhuma federação se mostrou interessada em sediar as etapas. Seriam um total de quatro etapas, sendo duas de boulder e duas de dificuldade.

Enquanto entusiasta das competições, foi uma notícia bastante triste de ouvir. Ano passado tive a oportunidade de participar de duas das etapas do Brasileiro de Boulder e esse ano planejava participar novamente. Uma pena que não se tenha conseguido chegar a um calendário. Resta agora saber as causas para isso ter acontecido.

Etapa do Brasileiro de Boulder 2012 no Rio de Janeiro
Etapa do Brasileiro de Boulder 2012 no Rio de Janeiro

Eu não sou nenhum “expert” em organizar competições, nem acompanhei os tramites internos da CBME para esse ano de competições, mas tive acesso aos informativos que foram repassados para as Federações com as regras para sediar uma etapa. O manual veio bastante detalhado, e me pareceu bastante profissional. No entanto, e não posso afirmar categoricamente que essa foi a causa principal da adesão zero das Federações, mas me pareceu que tudo recaiu demais nas costas destas, que além de terem que pagar as taxas para a CBME para receber a etapa, ainda teriam que arcar com todos os custos de organização. Ficou com cara de “te vira”, e vamos ver o que acontece. Não creio que essa tenha sido a postura da CBME, já que não acredito que o Pedro Leite assumiria uma posição como essa após ter se dedicado tanto para fazer a competição acontecer ano passado. Não sei se houve falta de comunicação, se o modelo foi discutido com os interessados, mas o fato é que não vingou.

Todos sabemos que para fazer uma competição acontecer é necessário duas coisas principais: atletas que queiram competir e dinheiro para organizar as competições. Claro que tem muito mais coisas, mas sem dinheiro e sem atleta, não acontece competição nenhuma. A primeira parte me parecia resolvida. Os atletas estavam motivados e empolgados por conta da ótima temporada de 2012. Já a segunda, continuava sendo um problema. No momento em que as Federações tiveram que bancar tudo, com certeza o caldo entornou, o leite azedou, e o negócio não andou. Claro que ninguém queria uma competição no nível de 2012, que teve um baita investimento da Adrena (que para quem não sabe, pertence ao Pedro Leite), praticamente sem expectativa de retorno. Com certeza poderíamos ter algo mais dentro da nossa realidade, com as academias recebendo as etapas das competições, já que o principal investimento ano passado foi com a estrutura do muro. Mas ai vem a pergunta: em que pé ficou a participação das academias? Temos várias academias aptas a receber essas etapas do Brasileiro, tanto em boulder quanto dificuldade. Elas se mostraram interessadas em sediar as etapas, procuraram as Federações dos seus estados? Para o quadro que se desenhou, ou não procuraram ou as Federações fizeram com estas o que a CBME parece ter feito com as Federações.

Então qual o problema? Não sei. Mas me parece que rolou um jogo de deixa com o fulano, que deixa com o cicrano, e ninguém quis assumir o pepino de organizar uma competição. Me parece que faltou realmente os três principais agentes para a materialização das competições: Confederação, Federações (e porque não incluir ai os clubes e associações também) e as academias trabalharem juntos, seja financeiramente e/ou com organização. Ainda torço para que esse ano aconteça pelo menos uma etapa de cada modalidade, e a CBME tem pedido que os interessados entrem em contato, mesmo com o prazo vencido. Se vamos ter etapa esse ano, ou se vamos ter uma situação melhor ano que vem, só nos resta esperar.

Facebook Comments