Palcos do EENe: Brejo da Madre de Deus

O final do ano está chegando e mais um EENe (Encontro de Escaladores do Nordeste) se aproxima. Para tentar apimentar o negócio e mostrar o potencial desse evento resolvi tentar fazer uma série, falando um pouco sobre alguns dos picos que já foram sedes de EENe em edições anteriores e que acabaram se tornando referência de escalada na região. Não vou seguir nenhuma ordem específica.

Em 2010 a cidade pernambucana de Brejo da Madre de Deus, distante 200km da capital Recife, recebeu a nona edição do EENe e apresentou um novo pico de escalada para o nordeste. Brejo fica localizada a 670 metros de altitude,  no Planalto da Borborema, e por esse pequeno detalhe, tem um clima bem mais ameno do que se espera de uma cidade do interior do Nordeste. Durante os meses do inverno no hemisfério sul (junho a setembro) a temperatura cai bastante, podendo pegar alguns desavisados de surpresa durante as frias noites do sertão.

Para os não iniciados, a região de Brejo é mais famosa por ser o palco da tradicional encenação da Paixão de Cristo, no maior teatro a céu aberto do mundo durante a época da Semana Santa. Mas para os escaladores o que chama a atenção são as pedras, que entregam um verdadeiro parque de diversões para os escaladores. Ao todo são mais de 120 vias distribuídas em vários setores. A grande maioria dessas vias foi conquistada para o encontro de 2010, transformando Brejo em um dos maiores picos de escalada nordestinos.

Pedra da Bicuda, ícone de Brejo
Pedra da Bicuda, ícone de Brejo

A variedade de estilos é grande, mas o destaque de Brejo são realmente as vias tradicionais, localizadas principalmente nos setores da Serra do Estrago e Pedra da Bicuda, ícone de Brejo da Madre de Deus. Outro setor importante é a Serra do Ponto, que é o pico mais alto de Pernambuco, que além de ter acesso ao cume por caminhada, conta com duas vias tradicionais, uma delas a de maior comprometimento do pico, a Deuses Esquecidos, com 220 metros de extensão, com enfiadas em livre e artificial e de acesso complicado.

O potencial de Brejo para a escalada tradicional foi comprovada pelo evento organizado em 2012 pela Asper (Associação Pernambucana de Escalada em Rocha), o I Festival de Escalada Tradicional. O evento foi o primeiro festival competitivo de escalada tradicional realizado no Brasil e reforçou ainda mais a reputação de Brejo da Madre de Deus como um dos principais destinos da escalada no nordeste.

A melhor época para escalar em Brejo, é sem dúvida nenhuma nos meses de Junho a Setembro, onde as temperaturas são mais amenas em todo o Nordeste. Mas excetuando os períodos de chuva mais intensa na região (Fevereiro a Maio), o resto do ano é bastante propício para a escalada no local, com Dezembro e Janeiro sendo os meses mais quentes.

Para chegar em Brejo, o modo mais fácil é através de Recife, seguindo de lá pela BR-232 e em Caruaru seguir na direção de Fazenda Nova. De lá são mais 20km até Brejo da Madre de Deus. Se você ainda não comprou suas passagens para o EENe, fique de olho nas passagens promocionais, programe-se e considere a possibilidade de esticar a visita até Brejo da Madre de Deus depois do encontro.

 

 

Facebook Comments