Primeiro 10c no carnaval de cadenas de Felipe Ho

O escalador paulista Felipe Ho, de 17 anos, teve um carnaval de respeito. Recém aprovado em Odontologia na USP, ele escolheu passar a “folia” na gruta de Passa Vinte e o resultado não poderia ter sido melhor. Durante a viagem Felipe quebrou alguns recordes pessoais e escalou o seu maior grau até agora.

Foram 5 vias de décimo grau encadenadas. A festa começou com a cadena à vista da Left or Right 9a (7c fr; 5.12d us) e a em flash (quase à vista) da Entre a Sombra e a Escuridão 9b (7c+ fr; 5.13a us). Se sentindo bem e sem sentir as dores da lesão na lombar que o perseguiam desde o ano passado, Felipinho resolveu subir o nível. Daí saiu a cadena da Fela Extensão 10a (8a+ fr; 5.13c us) e da Soco Inglês 10b (8b fr; 5.13d us), ambas no segundo pega. Felipe partiu então para a tentativa do seu primeiro 10c (8b+ fr; 5.14a us), e a via escolhida foi a Sinairo, que ele encadenou com apenas 4 pegas!

Felipe Ho na Left or Right 9b (Foto: Felipe Barbosa)
Felipe Ho na Left or Right 9b (Foto: Felipe Barbosa)

Mas o carnaval ainda não havia terminado e a quarta-feira de cinzas ainda reservou mais duas cadenas para Felipe: o 10b da via Braw e Brow no segundo pega, e a cadena à vista da via Coccun 10a, sua primeira à vista nessa graduação!

Felipe comentou na sua página no Facebook que estava “super satisfeito com a performance durante a viagem” e completou: “Definitivamente curado! Essa viagem foi a prova viva de que eu superei a lesão. Consegui escalar com convicção e sem o fardo das dores nas costas.

 

Caminho para o 11a

Com as cadenas dessa “trip”, Felipinho chega bem perto de se juntar ao seleto grupo de brasileiros que já conseguiu encadenar uma via de 11a (8c fr; 5.14b us). E quando eu falo seleto, é seleto mesmo! Apenas poucos escaladores nacionais conseguiram cadenas confirmadas nesse grau: Felipe Camargo, Eduardo Barão, Jean Ouriques, Vini Todero, Tomaz Hamdan, Lucas Marques e Felipe Alvares, são alguns dessa lista.

Felipe Ho já provou algumas vias nessa graduação, entre elas o 11a da Comando Vermelho, e por pouco não conseguiu a cadena, sendo prejudicado pela sua lesão. Caso Ho consiga a cadena ainda esse ano, pode se igualar ao xará mais velho, Felipe Camargo, que conseguiu seu primeiro 11a também com 17 anos.

Sem patrocínio

Apesar de ser um dos melhores escaladores nacionais, mesmo com a pouca idade, e ser uma das maiores promessas do Brasil para as Olimpíadas de 2020 em Tóquio, Felipe Ho ainda é praticamente um amador. Mesmo com toda a dedicação e os treinos, ótimo desempenho na rocha e grandes  resultados nas competições, Felipinho ainda não conta com nenhum patrocínio.

Todo o apoio do escalador vem da família para financiar as “trips” e as viagens para competir. Caso do próximo desafio de Felipe Ho, o The North Face Master de Boulder, que acontece nos dias 24 e 25 de Março em Santiago no Chile, onde ele vai disputar ao lado de Felipe Camargo, Jean Ouriques e grandes nomes internacionais patrocinados pela organizadora do evento.