Copa do Mundo de Boulder começa em Abril com favoritos e novos nomes

Nos dias 5 e 6 de abril, a cidade suíça de Meiringen recebe a 1a etapa da Copa do Mundo de Boulder 2019. Será a 1a de 6 etapas, seguida por Moscou (Rússia) e Chongqin (China) ainda em abril, Wujiang (China) e Munique (Alemanha) em maio, e quem fecha o ranking este ano é Vail (EUA) em junho.

A etapa de Munique, que costumava fechar o ranking sempre no mês de agosto, foi adiantada devido a realização do Mundial do Japão, que será um dos eventos seletivos para os Jogos Olímpicos de 2020.

Shauna de volta e Cesinha pelo Brasil

Shauna Coxsey está de volta esse ano!

A grande expectativa para esta etapa é o retorno da bicampeã da Copa, a britânica Shauna Coxsey, que se lesionou no ano passado e sua última competição oficial do IFSC foi a etapa de Vail em 2018. Ela parece estar de volta à boa forma e o desempenho dela em Meiringen vai ser um bom termômetro para o resto da temporada.

Também estamos ansiosos para a participação do brasileiro Cesar Grosso que já está inscrito, e vai correr o máximo de etapas para tentar estar entre os 20 primeiros do overall da Copa do Mundo (estes que poderão participar do evento seletivo dos Jogos Olímpicos, que acontecerá em Toulouse em novembro – saiba mais aqui). Até o momento não temos confirmação da participação de outros brasileiros nesta etapa.

Quem pode parar Janja?

Janja Garnbret (Eslovênia) chega confiante com o título de Campeã Mundial de 2018 e uma vitória fresquinha e fácil do Studio Bloc Master. Sem dúvida é a favorita para o título, pois se encaixa em qualquer tipo de boulder.

A eslovena Janja Garnbret continua a grande favorita (Foto:
Henning Schlottmann/Wikimidia Commons)

A japonesa Akiyo Noguchi continua com seu nível altíssimo, tendo vencido recentemente a TNF Cup no Japão. Ela, que é tetracampeã da Copa, e a mais experiente entre todas, é uma das favoritas também. Já sua conterrânea, a Campeã da Copa 2018, Miho Nonaka, acabou de lesionar o ombro esquerdo – sendo que a lesão do ombro direito presente no Mundial ainda não estava totalmente recuperada – por isso não competirá nas duas primeiras etapas deste ano. Por outro lado, estão inscritas: Futaba Ito, que já se consolidou como uma das melhores escaladoras japonesas, e a novata Natsumi Hirano de apenas 16 anos, que no ano passado venceu a 1a edição japonesa do Adidas Rockstars, e este ano ficou em 4o lugar na Japan Cup.

Fanny Gibert (França), que se destacou na temporada passada, parece que evoluiu muito nos último treinos, assim como a austríaca Jessica Pilz, que tem se mostrado cada vez mais a vontade nas finais de boulder.

Teremos também: Petra Klingler (Suiça) e Katja Kadic (Eslovênia) e Sol Sa (Coréia do Sul), todas sempre presentes nas finais e que têm mostrado motivação e boa forma através das redes sociais. Já Stasa Gejo (Sérvia – 3o lugar no Mundial 2018) acaba de lesionar o joelho e ainda não sabemos se estará presente nesta etapa.

A grande novidade deste ano será a presença dos Estados Unidos em todas as etapas. O país formou sua seleção nacional geral a partir da somatória dos 3 campeonatos nacionais abertos (boulder, velocidade, dificuldade) e do evento combinado, mostrando que desejam muito uma vaga nos Jogos Olímpicos. Nesta 1a etapa estão inscritas: Kyra Condie (que acaba vencer o Master de Boulder do Chile), Brooke Raboutou, Ashima Shiraishi (que venceu o nacional adulto de boulder pela 1a vez, após ter sido vice campeã duas vezes) e Alex Johnson (veterana que após alguns anos fora do circuito, voltou com tudo conquistando o vice campeonato nacional). Margo Hayes, que acaba de encadenar a via Papichulo (9 a+ fr/ 12 a BR), também irá competir.

Um show no feminino está garantido!

Quem segura o Japão?

No masculino teremos a presença de nada mais do que 10 japoneses, entre eles: Tomoa Narasaki (Campeão Mundial e da Copa 2017) e seu irmão Meichi Narasaki, o atual Campeão Mundial Kai Harada, Kokoro Fujii (finalista do último mundial), Rei Sugimoto (vencedor da etapa de Vail 2018), Taisei Ishimatsu (vencedor da Japan Cup 2019), Keita Dohi, (Campeão dos Jogos Olímpicos da Juventude 2018) e Yoshiyuki Ogata (Campeão Mundial Juvenil 2017) que não teve uma temporada boa no ano passado, mas que acaba de recuperar a confiança ao vencer a TNF Cup. Currículo não falta para eles, certo? Tomoa é o grande favorito, mas podemos esperar muitas surpresas falando em equipe japonesa.

Os eslovenos Jernej Kruder (Campeão da Copa 2018) e Gregor Vezonik (3o lugar no Mundial 2018) estão inscritos assim como seus grandes amigos Jongwon Chon (Coréia do Sul – bicampeão da Copa) e Alex Khazanov (Israel – campeão da etapa de Tai’an 2018). Eles que costumam treinar e escalar juntos, irão garantir novamente uma bela batalha.

Teremos também: o russo Aleksey Rubtsov (Campeão Mundial de 2009), o britânico Nathan Phillips (6o lugar no Mundial 2018), o austríaco Jakob Schubert (Campeão Mundial do Combinado 2018, de muitos outros títulos e que dispensa apresentações) e o alemão Jan Hojer (campeão da Copa 2014). Para completar e por pressão nessa turma, teremos a presença do alemão Alex Megos e do único Adam Ondra (Rep. Tcheca). Ondra, que admite suas dificuldades com módulos, passou uns dias treinando no Japão e ficou impressionado com os dinâmicos e botes “técnicos e complexos ” criados no ginásios locais.

Adam Ondra vai estar presente em Meiringen (Foto:
Marc Daviet)

Nesta etapa também poderemos ver a participação de atletas que antes competiam somente em velocidade, como o time da Indonésia, da China e da Rússia. Além disso tudo, teremos dois dos grandes atletas de dificuldade: o italiano Stefano Ghisolfi (que costuma competir boulder em seu país natal) e o francês Romain Desgranges, mostrando o interesse dos atletas no formato combinado.

Este será um ano muito disputado, com as Olímpiadas a pouco mais de um ano, os atletas estão extremamente motivados e cada vez mais insanos!

Facebook Comments