Copa do Mundo de Velocidade começa nesta sexta-feira

Na sexta-feira, dia 12 de abril, tem início em Moscou (Rússia) a 1ª etapa da Copa do Mundo de Velocidade, juntamente com a 2ª etapa de Boulder. Serão 6 etapas ao todo: Chongqin (CHN) ainda em abril, Wujiang (CHN) em maio, Villars (SUI) e Chamonix (FRA) em julho, fechando novamente na China com a etapa de Xiamen em outubro. Este ano não haverá nenhuma etapa de velocidade isolada, serão todas realizadas juntamente com boulder ou dificuldade, justamente para facilitar para os atletas que irão competir em todas as modalidades.

Teremos a participação do brasileiro Cesar Grosso, que pretende superar seu recorde pessoal oficial de 7.79s, obtido no Panamericano do Equador em 2018. Há 3 semanas Cesinha decidiu utilizar um novo método na movimentação, e nas vezes em que acertou, bateu seu recorde extraoficialmente.

Cesar Grosso no Panamericano de 2018 (Foto: Carol Coelho)

A delegação russa comparecerá em peso, já que a etapa será realizada em casa. No feminino, entre as 15 inscritas destacam-se: Iuliia Kaplina, 7 vezes recordista, e detentora do atual recorde 7.32s (Campeã da Copa de 2016 / 12 medalhas de ouro na carreira), Maria Krasavina (Campeã Mundial 2011, Bronze em 2018 / Campeã da Copa 2014/2015) e Anna Tsyganova (Campeã Mundial 2016, Vice em 2011).

No masculino, com 15 inscritos também, destacam-se: Stanislav Kokorin (Campeão da Copa 2012/2013 e Vice Mundial em 2014), Vladislav Deulin (Atual Campeão russo), Dmitrii Timofeev (Bronze Mundial de 2012) e Aleksander Shikov (Bronze Mundial 2016).

A grande estrela persa Reza Alipourshenazandifar (Campeão Mundial 2018) estará presente em busca do título da Copa que ele ainda não possui (foi vice em 2016 e 2017), ao lado de seu irmão Mehdi.

Reza Alipour (esquerda) e Bassa Mawen (direita) na fina do Mundial em Innsbruck (Foto: Eddie Fowke/IFSC)

A Polônia envia a Vice-Campeã Mundial 2018 Anna Brozek, Aleksandra Kalucka e Patrycja Chudziak (4º e 5º lugares no Mundial 2018 respetivamente). O nome da atual Campeã Mundial Aleksandra Rudzinska não consta na lista até o momento. No masculino está inscrito somente Marcin Dzienki, Campeão Mundial em 2016.

A Indonésia envia seus principais atletas, que em pouco tempo competindo se destacaram com vitórias e muita simpatia: Aspar Jaelolo (1 ouro e 4 pratas em Copas) no masculino, e Aries Susanti (3 ouros, 1 prata e 1 bronze em Copas), no feminino. Os dois estiveram no Japão em março treinando com alguns dos atletas japoneses interessados em evoluir nessa modalidade.

Da França teremos Bassa Mawen (Campeão da Copa 2018 e Vice no Mundial 2018), e a tambem recordista Anouck Jaubert (Bicampeã da Copa e Vice no Mundial 2016) e Victoire Andrier.

Anouck Jaubert (esquerda) e a Aries Susanti (direita) na final da Copa do Mundo em Wujang (Foto: Eddie Fowke/The Circuit Climbing)

Qixin Zhong e Cuilian He, grandes campeões chineses, não estão inscritos, mas Yilin Song, a nova promessa chinesa está.

Do Equador comparecerão Danny Valencia (Campeão Panamericano do Combinado 2018),  Carlos Granja (Campeão Mundial Juvenil 2017 e Vice No Panamericano 2018) e Andrea Rojas (Vice Campeã Panamericana 2018).

Os principais atletas das outras modalidades também estarão presentes, com destaque para os japoneses que obtiveram os melhores resultados entre os não especialistas da modalidade.

Facebook Comments