Primeira vitória de Tomoa Narasaki na temporada e quarta seguida de Janja Garnbret

Wujiang, na China, sediou a 4ª etapa da Copa do Mundo de Boulder nos dias 4 e 5 de maio. A etapa terminou com mais uma vitória da eslovena Janja Garnbret e do japonês Tomoa Narasaki, que lideram a corrida da Copa do Mundo de Boulder faltando apenas duas etapas para o final.

Janja vence de novo e fica perto do título

Nas qualificatórias do feminino grupo A, nenhuma atleta completou os 5 boulders. O B5 só teve tops de Hung Ying Lee (TAI), Ai Mori (JAP), Naile Megan (FRA) e Ievgenia Kazbekova (UCR). Todas passaram para a semifinal ao lado de nomes conhecidos como Petra Klingler (SUI), Akiyo Noguchi (JAP), Alannah Yip (CAN), Katja Kadic (ESL) e Miho Nonaka (JAP) que voltou ao circuito após lesão.

No Grupo B, Janja Garnbret completou todos os boulders. Somente ela, Futaba Ito (JAP) e Jain Kim (COR) completaram o B5, mas mesmo
assim, não foi suficiente para a coreana passar para a semi. Deste grupo ainda passaram para a semi: Jessica Pilz (AUT), Sol Sa (COR), Fanny Gibert (FRA), Julia Chanourdie (FRA) e Elnaz Rekabi (IRA), que tem evoluído a cada etapa e é capaz de conseguir uma vaga na final ainda este ano.

A semifinal seguiu a tendência de ser bem mais apertada que a qualificatória. O B1 (uma sequência dura em abaulados) e o B4 (de equilíbrio) tiveram 6 tops cada. O B2 e o B3 eram semelhantes, negativos, com regletes em módulos em formato de pirâmide, e tiveram 7 tops
cada um. Janja se mostrou superior novamente sendo a única com 4 tops. Miho, Jessica e Akiyo vieram na sequência com 3 tops. Com 2T4Z a japonesa de 16 anos Ai Mori e a francesa Julia Chanourdie, conquistaram a 1ª final de boulder de suas carreiras.

Janja Garnbret vence mais uma e fica bem próximo do título (Foto: Eddie Fowke/IFSC)

Na final, o B1 era de coordenação com uma sequência de pés em módulos e regletes pequenos de mão. Akiyo já pôs pressão em Janja fazendo flash, enquanto a eslovena fez na 2ª tentativa. Miho também completou na 2ª , enquanto Jessica e Ai fizeram na 4ª , Julia só conseguiu a zona. Já o B2, boulder físico, de força em abaulado ruins, só foi completado por Janja, enquanto as outras só conseguiram a zona. O B3 foi montado com módulos verticais, pegas invertidas e movimentos de oposição. Todas completaram menos a francesa. O B4 já saía no bote, seguido de uma montada numa agarra meia lua antes de ir para a agarra do top. Julia não conseguiu fazer a saída enquanto Miho e Jessica fizeram apenas a zona. Ai conseguiu mandar na 3ª tentativa garantindo o bronze e sua 1ª medalha em Copas. Akiyo
completou de 2ª e ficou com o 2º lugar pela 3ª vez na temporada. Janja mostrou superioridade ao fazer no flash com muita facilidade, vencendo pela 4ª vez seguida e completando todos os boulders na etapa. A eslovena já tinha vencido 4 etapas de Copa do Mundo seguidas em 2017, mas foram 3 de dificuldade seguidas de 1 de boulder.

Podium em Wujiang: Janja Garnbret (ESL), Akyo Noguchi (JAP) e Ai Mori (JAP) – (Foto: Eddie Fowke/IFSC)

Após esta etapa, o Ranking continua com Janja em 1º e Akiyo em 2º. Jessica perdeu o 3º lugar para Ai. Com 160 pontos à frente de Akyo no ranking, basta a Janja terminar pelo menos em 7º na próxima etapa para se sagrar campeã da Copa do Mundo de Boulder 2019.

Tomoa vence a primeira e assume a liderança da Copa

No masculino, as qualificatórias foram fáceis com 15 dos 20 atletas selecionados para a semifinal completando 5 boulders. O francês Manuel Cornu, campeão da etapa anterior ficou de fora. Adam Ondra competiu novamente após pular a etapa anterior.

Na semifinal nenhum atleta completou os 4 boulders montados com estilos variados. Os 3 melhores na rodada foram os japoneses Kokoro Fujii, Tomoa Narasaki e Kai Harada (atual Campeão Mundial) que completaram 3 boulders cada um. Jakob Schubert (AUT), Jan Hojer (ALE) e Keita Dohi completaram somente 2 boulders cada um, o que foi suficiente para garantir a vaga na final. Yoshiyuki Ogata (JAP), Aleksey Rubtsov (RUS) e Jongwon Chon (COR) completaram somente 1 boulder e ficaram de foram da final. Os eslovenos Gregor Vezonik e Jernej Kruder terminaram a rodada sem nenhum top, assim como Ondra.

Tomoa Narasaki assume a liderança da Copa do Mundo (Foto: Eddie Fowke/IFSC)

O B1 da final era um boulder sucinto, com uma montada num módulo, depois tinha que se encaixar embaixo de outro, dar um bote numa pinça grande para a direita (zona) e alcançar o módulo final na esquerda. Hojer chegou a cair no final, e todos conseguiram a zona, mas Narasaki, foi o único a completar com facilidade na 2 a tentativa. No B2 o escalador tinha que se balançar, aterrissar num módulo para a direita e continuar em
movimentos de pressão e compressão em pinças e módulos. Dohi e Fujii conseguiram a zona enquanto os outros completaram. O B3 era um boulder no positivo, técnico e escorregadio. Somente os 4 japoneses completaram esse boulder. O top foi considerado para Harada após apelação do time japonês, pois os juízes não haviam considerado sua juntada de mão no top.
No B4, o crux era regletar uma agarra invertida de esquerda (zona), e cruzar pinçando a beirada de uma meia lua gigante. Somente Harada conseguiu segurar (e com facilidade) essa pinçada, juntou as mãos e seguiu até a agarra do top no montê, sendo o único top e flash, garantindo o 2º lugar. Narasaki fez a zona na 1 a tentativa, e conquistou seu 1º ouro da
temporada com 5 tentativas de zona a menos que seu parceiro de equipe. Schubert e Dohi emparataram na pontuação, e o desempate foi pela fase anterior na qual o austríaco foi melhor, ficando em 3º lugar. Por muito pouco que o pódio não foi inteiro japonês.

Podium Masculino: Tomoa Narasaki (JAP), Kai Harada (JAP) e Jakob Schubert (AUT) – (Foto: Eddie Fowke/IFSC)

Após esta etapa, o Ranking agora conta com Narasaki em 1º com 260 pontos, Ondra em 2º com 204 e Fuji em 3º com 190. Todos os três ainda na briga pelo título.

Esta final foi recorde para a seleção japonesa que contou com 7 atletas no total, 4 homens e 3 mulheres. Os route-setters da etapa foram: Laurent Laporte (FRA) – chefe, Remi Saymin (FRA) e Gen Hirashima (JAP).

A próxima etapa acontece agora em Munique, na Alemanha (que tradicionalmente fechava o circuito) nos dias 18 e 19 de maio. Teremos a participação dos nossos brasileiros Cesar Grosso e Felipe Ho, que dispensam apresentações! Aproveitando, o Felipe está com uma vaquinha online pra conseguir participar de mais uma etapa da Copa do Mundo e treinar na Europa. Para saber como ajudar basta clicar no link.

Resultado

Feminino

1. Janja Garnbret (ESL)
2. Akyo Noguchi (JAP)
3. Ai Mori (JAP)

Masculino

1. Tomoa Narasaki (JAP)
2. Kai Harada (JAP)
3. Jakob Schubert (AUT)

Para os resultados completos acesse o site do IFSC.

Facebook Comments