Felipe Ho representa o Brasil no Mundial Juvenil em Arco

Já faz tempo que Felipe Ho deixou de ser promessa da escalada brasileira para se tornar uma empolgante realidade. Nos últimos anos o “moleque” de apenas 16 anos se estabeleceu como um dos mais fortes escaladores nacionais, com cadena de 10b nas vias e V13 nos boulders. Nas competições, Felipinho já se destaca no cenário nacional, sendo campeão Juvenil de boulder em 2014 e 2015,  de dificuldade em 2014, e tendo ficado com o vice campeonato brasileiro de dificuldade em 2014, e o vice campeonato brasileiro de boulder esse ano,  ambos na categoria principal.

Felipe Ho no Brasileiro de Dificuldade 2014 na Casa de Pedra em SP.
Felipe Ho no Brasileiro de Dificuldade 2014 na Casa de Pedra em SP.

Em setembro é a hora de Felipe Ho se testar no cenário internacional, na sua primeira participação no Campeonato Mundial Juvenil. A competição acontece em Arco, na Itália, entre 28 de agosto e 6 de setembro, e Felipinho é o único representante brasileiro na competição. Felipe vai competir tanto na modalidade boulder, quanto nas vias, e tem tudo para obter o melhor resultado brasileiro em um Mundial Juvenil. O melhor resultado alcançado até hoje havia sido de Rafael Takahace em 2010, no mundial em Edimburgo, ao obter a 42ª colocação no Juvenil B.

Mas a competição não vai ser fácil para Felipe, ele vai ter que encarar os melhores “young guns” do mundo, que já estão por ai batendo recordes e participando de competições internacionais nas categorias principais.

Com certeza um dos favoritos nas vias esse ano é o americano Kai Lightner, de 15 anos, campeão mundial juvenil ano passado e dono de expressivas cadenas na rocha. Outro americano de destaque é o jovem Drew Ruana, de também 15 anos, atual campeão juvenil americano, batendo Kai Lightner na final. O campeão juvenil europeu, Stefano Carnati, também está na briga, assim como o terceiro lugar no mundial do ano passado, o coreano Miyoung Lee.

Nos boulders é um pouco mais difícil de apontar favoritos, mas no Europeu Juvenil quem levou a melhor foi o britânico Aidan Roberts. Já nos EUA o campeão nacional juvenil de boulder foi Kai Lightner, seguido de perto por Sean Raboutou.

Esses são com certeza os nomes mais fortes para esse mundial, e vai ser interessante ver como Felipinho se sai frente a gente desse calibre, com mais experiência em competições, e toda uma infraestrutura de treinos que não temos aqui.

É difícil chutar uma posição para Felipe Ho nesse mundial. Em tese Felipe deve se dar melhor nos boulders, já que essa é a sua especialidade. Contudo o estilo dos problemas em mundiais são bem específicos e dificultam bastante a vida de quem não participa do circuito mundial. Ainda assim, não acharia algo improvável Felipe ficar entre os 26 primeiros e conseguir uma vaga nas semis. Uma vaga na final já é algo mais difícil, mas não se pode descartar por completo. Nas vias os outros nomes estão em um nível bem acima e fica mais difícil uma vaga nas semis, mas ainda assim há chances de Felipe sair desse mundial com o melhor resultado de um brasileiro em um Mundial.

O que resta agora é torcer!

 

Facebook Comments