Little Up Productions lança o projeto Escalatrizes

Quem conhece a fundo a produção de vídeos de escalada nacional com certeza já assistiu a algo produzido pela Little Up Productions, comandada pelos amigos mais irreverentes da “escalagem” nacional, João Ricardo e Raphael Gibara.

Depois de um tempo no limpo, com pequenos vídeos saindo aqui e ali, a Little Up agora está de volta com um novo projeto, a websérie Escalatrizes, que vai buscar fomentar um pouco mais da escalada feminina, e mostrar que escalada é sim esporte de mulher.

Projeto Escalatrizes foca na escalada feminina

Deixo então com vocês, a apresentação oficial do projeto pelas palavras da própria produtora!

O novo projeto encabeçado pela Little Up Productions – “Escalatrizes” – tem como foco mostrar um pouco da escalada feminina e fomentar o desenvolvimento da presença das mulheres no esporte. Em 2015, a LUP tomou essa iniciativa e consolidou a primeira temporada da websérie, que será lançada em agosto do mesmo ano. 

O nome “Escalatrizes” foi dado em função de uma brincadeira feita com a linguagem, com a simples justificativa de que se existem atrizes, imperatrizes e embaixatrizes, por quais motivos não teríamos escalatrizes? Além disso, é uma forma de subverter o convencionalismo… Afinal, por quais motivos o substantivo masculino tem que estabelecer a regra de formação do substantivo feminino? Então, ao invés de escaladoras, que seria o convencional e determinado pelas ideologias mais presentes, houve a subversão à regra e escolheu-se “Escalatrizes”, como forma de firmar a identidade feminina dentro do esporte escalada. Revolução! Sim, é uma questão ideológica.

Infelizmente, a ideia inicial era fazer uma websérie bem complexa, de forma a retratar o universo de algumas escalatrizes, demonstrar como elas conciliam a escalada ao quotidiano e ainda mostrar como é o desenvolvimento do esporte a partir do ponto de vista feminino. Entretanto, a falta de tempo é a tônica que prepondera nos bastidores da produtora amadora… Então, para as imagens não caírem no esquecimento de algum HD perdido pelo mundo, a LUP reuniu parte do material nesta pequena websérie e abriu mão do caráter documental (pêsames). 

A primeira temporada será dividida em três episódios, que foram filmados nas regiões da Serra do Cipó (MG), São Bento do Sapucaí (SP) e Ubatuba (SP), no início de 2015. O enredo dos pequenos episódios é apenas escalada, escalada, escalada e mais escalada, com um plus de atividades circenses, conforme todos podem conferir no teaser lançado em Julho de 2015. Os dois primeiros capítulos serão disponibilizados na primeira e na segunda quinzena de Agosto (2015), respectivamente, e o último capítulo na primeira quinzena de Setembro (2015).

A LUP acredita que mesmo sem atingir as expectativas iniciais de fazer um mini-documentário sobre o desenvolvimento da escalada feminina, o trabalho irá preencher as expectativas e fomentar um pouco mais a escalada feminina. Tudo será permeado pela irreverência típica dos vídeos da produtora com o saudoso momento “c’est bon”, além de muita gambiarra e falta de profissionalismo.

Esperamos que todos gostem do que foi feito e aguardamos candidatas para as próximas temporadas! 

Antes que eu me esqueça. Fiquem ligados pois o primeiro episódio já sai essa semana! Enquanto isso, curtam o teaser!

 

Facebook Comments