ABEE abre inscrições para Brasileiro de Boulder

27
Aug

A Associação Brasileira de Escalada Esportiva (ABEE), abriu hoje as inscrições para a etapa única do seu Campeonato Brasileiro de Boulder, que acontece no dia 04 de Outubro em Brasília, no ginásio UBT Escalada. A competição vai se dar, como em anos anteriores, no modelo festival com final para a categoria Pro, e tem duas categorias principais: Pro e Amador. Dentro da categoria Pro, que tem filiação obrigatória à entidade, vão ser rankeadas as categorias oficiais IFSC (Principal, Juvenil A, Juvenil B e Junior), que terão premiações independentes. Já a amador vai abrigar escaladores a partir de 14 anos, e vai gerar dois rankings: Amador e Senior. Dentro da competição vai acontecer também um festival infantil, para crianças até 13 anos.

A grande novidade da competição vai ser a oportunidade que todo competidor  da categoria Pro, independente de idade, vai ter de participar da final. Mesmo que o atleta seja rankeado dentro das categorias juvenis IFSC, ele ainda vai poder disputar a final caso consiga pontos suficientes para figurar entre os seis primeiros colocados no ranking geral. Isso abre espaço para escaladores como Yan Kalapothakis, Rafael Takahace, Felipe Ho, só para citar alguns, de se sagrarem campeões juvenis e ainda assim disputarem o título brasileiro de 2014, além de deixar tudo mais empolgante e disputado!

As inscrições podem ser feitas tanta pelo site da ABEE quanto pelo site da UBT Escalada, e tem valores diferenciados para associados ABEE e alunos UBT.

O nobre blogueiro que vos escreve vai estar lá, competindo e cobrindo a competição, e torcendo para que essa nova empreitada das competições no Brasil se firme e dê frutos!  Nos vemos lá!

Postado por admin em : Boulder, competições, notícias

Divulgada lista de locais onde treinar escalada no Brasil

26
Aug

Há algumas semanas rolou pela internet uma pesquisa interessante, que pedia que os escaladores informassem os locais para treinar escalada que eles conheciam, para assim tentar compilar uma ampla lista com todos (ou quase todos) os locais para se treinar escalada no Brasil. A iniciativa foi do escalador Alê Silva, proprietário da Casa de Pedra, que recebeu as informações e formatou a lista que foi divulgada recentemente.

Na lista há desde muros particulares, passando por muros comunitários e ginásios comerciais. A surpresa da lista final ficou por conta da grande quantidade de locais cadastrados (eu pelo menos achei), que somam um total de 84. A Fábrica de Monstrinhos, único local para treinar escalada em Fortaleza, aparece na lista, assim como a nossa “filial”, inaugurada a pouco tempo em Sorocaba, SP, que utilizou do mesmo modelo de “sucesso”.

Para conferir a lista completa, basta clicar no link.

Postado por admin em : notícias

Primeiro 10b para Bianca Castro

25
Aug

A escaladora carioca Bianca Castro se tornou esse final de semana a segunda mulher brasileira a encadenar uma via na graduação de 10b (8b fr; 5.13d us). A via em questão foi a Lágrimas de Sangue, na Falésia da Barrinha, no Rio de Janeiro. Esse foi o primeiro 10b de Bianca, e a primeira ascensão feminina da via.

Bianca Castro na Lágrimas de Sangue 10b

Bianca Castro na Lágrimas de Sangue 10b

O primeiro contato de Bianca com a via foi no começo do ano, mas as tentativas da cadena tiveram que aguardar até junho, devido ao grande calor que fazia no Rio. Sobre o processo, Bianca comentou: “Fiquei muito feliz por ter conseguido mandar a Lágrimas, especialmente pelo fato de que como malhei a via sozinha, todas as vezes que ia à Barrinha tenta-la, eu tinha que equipa-la, o que me proporcionava mais uma, no máximo duas tentativas por fim de semana. Isso acho que retardou um pouco a cadena, mas ao mesmo tempo me fazia decorar bem os movimentos.”

Bianca comentou que não esperava que a cadena fosse sair nesse final de semana, já que havia um tempo que não escalava na Rocha. “Nos últimos dois meses não pude escalar muito na rocha por diversos motivos, me concentrei em treinar bastante para a minha viagem a Red River Gorge, o que surtiu resultado na via.

Sobre a via, ela comentou: ”A Lágrimas de Sangue é uma linha linda, mas extremamente exigente, pois é necessário fazer muitos movimentos difíceis, intercalados com descanso bem ruins. Foi um grande aprendizado conseguir escalar este projeto!

A primeira brasileira a encadenar um 10b, foi a também carioca Luciana Di Franco, ao encadenar a via Vaca Louca, também na Barrinha em Janeiro desse ano.

Parabéns à Bianca por mais essa cadena, que confirma a evolução constante da escaladora nos últimos anos!

Postado por admin em : Escalada Esportiva, Uncategorized

Adam Ondra e Juliane Wurm são os novos campeões mundiais de Boulder

25
Aug

Esse final de semana aconteceu em Munique o Campeonato Mundial de Boulder. Esse ano as atenções se voltavam claramente para o atual campeão da Copa do Mundo, o alemão Jan Hojer, no lado masculino, e no lado feminino, com a ausência de Anna Stöhr da competição devido a uma lesão, a disputa ficou bem mais aberta.

Adam Ondra no posto mais alto do podium

Adam Ondra no posto mais alto do podium

A disputa final não poderia ter sido mais emocionante! No lado masculino, Adam Ondra e Jan Hojer começaram muito bem, mas Hojer mostrava estar com vontade de ficar com mais esse título, ao fazer os dois primeiros boulders em flash, exibindo sua força característica. Ondra mais uma vez cometeu erros bobos na saída de alguns boulders, o que lhe rendeu a perda de algumas tentativas, algo que poderia lhe complicar mais na frente. Dmitrii Sharafutdinov estava quase irreconhecível, conseguindo apenas um top, e ficando apenas na frente do japonês Tsukuru Hori, que não conseguiu nenhum top. Enquanto isso o esloveno Jernej Kruder corria por fora, e ia garantindo seus tops que lhe colocaram na disputa pelo primeiro lugar.

No último boulder, Kruder que estava com 2 tops apenas, conseguiu seu terceiro boulder, e ficou no aguardo de Ondra e Hojer. Caso os dois não conseguissem o top, Kruder seria campeão mundial. Ondra entrou em seguida, com a responsabilidade de fazer top, com o mínimo de tentativas possíveis. E mostrando porque é um dos melhores escaladores da atualidade, Ondra conseguiu o top na segunda tentativa, e colocou uma mão na taça. Agora Hojer tinha que fazer top em até quatro tentativas para ser campeão. Hojer entrou, parecia ter encontrado o beta, mas não conseguiu o top do boulder, que além de lhe custar o título, lhe custou também o segundo lugar, já que Jernej Kruder acabou com uma agarra bônus a mais. Com isso Adam Ondra se tornou pela primeira vez Campeão Mundial de Boulder, e pode vir a ser a primeira pessoa a ganhar tanto o Campeonato Mundial de Boulder quanto o de Dificuldade, caso saia vencedor daqui a menos de um mês em Gijon.

No lado feminino a disputa foi tão emocionante quanto. No primeiro boulder apenas Alex Puccio e Juliane Wurm conseguiram o top, e despontaram na frente, e tiveram apenas que manter o ritmo para manter a disputa entre as duas, já que as duas maiores adversárias, Shauna Coxsey e Akyo Noguchi simplesmente não encaixavam nos problemas, terminando a disputa com apenas um top cada. As outras duas finalistas, Melissa Le Neve e a inglesa Michaela Tracy, pela primeira vez em uma final, não conseguiram nenhum top. O terceiro boulder não viu top por nenhuma das escaladoras, o que deixou a disputa para o último problema. Puccio conseguiu o top do último problema com seis tentativas, e praticamente colocou a mão no título, já que o boulder era bastante difícil. Parecia que esse seria o ano de Puccio. Contudo, Juliane Wurm ainda tinha uma boa chance, tendo cinco tentativas para encadenar o problema, e ela conseguiu na quarta, ultrapassando Puccio por apenas uma tentativa e ficando com o título.

Juliane Wurm fica com o título de 2014

Juliane Wurm fica com o título de 2014

Campeonato Mundial de Boulder – Munique

Masculino

1. Adam Ondra (CZE)

2. Jernej Kruder (ESL)

3. Jan Hojer (ALE)

Feminino

1. Juliane Wurm (ALE)

2. Alex Puccio (EUA)

3. Akyo Noguchi (JAP)

Assista abaixo o replay da final e confira o resultado completo no site do IFSC.

Postado por admin em : Boulder, competições

Inscrições abertas para o Caiada Boulder & Night

19
Aug

Estão abertas as inscrições para o primeiro festival de boulder Caiada Boulder & Night, que acontece no dia 13 de Setembro na Serra Caiada, RN. O evento vai apresentar aos participantes as novas linhas abertas no Complexo da Ravina, que no total já somam mais de 70, de V0 a V10. O evento vai contar com desafios de boulder, DJ comandando a festa durante a noite, sorteio de brindes  e um guia impresso das linhas do setor onde o evento vai acontecer.

Para a galera do nordeste é a chance de participar de um evento de boulder, modalidade que ainda não tem muitos praticantes nem muitos picos desenvolvidos. Pra galera das outras regiões, é a chance de conhecer um pico de escalada nordestino que fica mais completo a cada ano, com vias longas, esportivas e agora boulders!

As inscrições podem ser feitas pelo site Na Ponta da Corda, e custam R$ 30!

Postado por admin em : Boulder, Evento

Felipe Camargo faz a primeira ascensão da Os Intocáveis 11a

18
Aug

No final de semana o escalador paulista Felipe Camargo fez a primeira ascensão da via Os Intocavéis, na Serra do Cipó sugerindo a graduação de 11a (8c fr). A via de 15 metros foi conquistada pelo escalador Alexandre Fei, e era mais um dos vários projetos fortes que ainda existem no pico mineiro esperando cadena. Felipe já fez vários outros FAs de projetos do Cipó, incluindo aí as fortes Premonição 11b, Comando Vermelho 11a/b e a Hooligans 10c/11a.

Felipe Camargo na Os Intocáveis 11a

Felipe Camargo na Os Intocáveis 11a

Felipe ainda fica na Serra do Cipó até quarta-feira onde está gravando material para uma série da EpicTV. Ele está acompanhado do escalador espanhol Patxi Usobiaga, que até onde fiquei sabendo, ficou deslumbrado com o Cipó e teria dito ser o local com uma das rochas de melhor qualidade onde já escalou.

Postado por admin em : Escalada Esportiva

Entrevista com Paul Robinson

18
Aug

No último mês de julho o escalador americano Paul Robinson esteve em visita ao Brasil para participar do Festival de São Thomé das Letras, e durante sua breve passagem, conferiu ainda alguns outros picos brazucas na companhia de Felipe Camargo, deixando alguns FAs fortes, e sedimentando cada vez mais o nome do Brasil como um destino viável para os escaladores do resto do mundo.

Aproveitei a oportunidade e entrei em contato com ele para fazer uma entrevista rápida, tentando saber um pouco mais do que ele fez aqui durante a trip e a sua impressão do bouldering no Brasil. Confiram!

Paul Robinson no Normandia V12 em Ubatuba

Paul Robinson no Normandia V12 em Ubatuba (Foto: Bruno Graciano)

Quando surgiu a ideia de uma viagem de boulder no Brasil?

Eu já queria vir para o Brasil fazia vários anos, e felizmente eu consegui realizar esse sonho nesse junho passado. 

Você já havia ouvido falar dos picos de boulder brasileiros antes de vir?

Antes de vir para o Brasil as únicas áreas que eu já tinha ouvido falar era Ubatuba e Cocalzinho.

Todo mundo diz que o brasileiro é um povo acolhedor. Baseado na sua viagem por aqui, você concorda?

Todos no Brasil são fantásticos! Eu me senti parte da comunidade escaladora no momento que cheguei no país. Um muito obrigado à todos que fizeram essa viagem a melhor possível. Eu fiz algumas grandes amizades que vão durar para sempre.

Além de escalar, você também surfa, e eu escutei que você trouxe sua prancha com você. Você conseguiu surfar e escalar em algum lugar?

Sim, quando estava em Ubatuba eu consegui surfar alguns dias! Contudo eu acho que a escalada em Ubatuba é bem melhor que o surf. 

Quais os picos que você visitou na viagem e qual foi o melhor?

Meu pico favorito foi São Bento! Os outros dois que eu visitei foram São Thomé e Ubatuba.

Paul no FA do Casa da Onça V12 em São Bento do Sapucaí

Paul no FA do Casa da Onça V12 em São Bento do Sapucaí (Foto: Felipe Camargo)

Pergunta capiciosa…como você compara os picos de boulder que você visitou no Brasil com outros que você esteve pelo mundo?

A rocha no Brasil é incrível! Eu não sabia o que esperar antes da viagem e ver por mim mesmo. Eu fiquei positivamente surpreso! 

Usando o nome do seu filme, você está sempre perseguindo o inverno (Chasing Winter). O inverno no Brasil é bom o suficiente para o bouldering ou quente demais? 

O Brasil é um pouco quente! À noite conseguimos algumas boas temperaturas para escalar, mas definitivamente nada do clima seco e frio, na faixa dos 5ºC que eu busco. 

Você escalou bastante e fez alguns FAs durante a viagem. Quais as linhas você considera as melhores que escalou no Brasil?

Eu diria que as melhores primeiras ascensões no Brasil foram em São Bento. “A Casa da Onça” e “Amarelinha” fica nesse novo setor que os locais acharam recentemente e são dois dos FA mais legais que eu já fiz.

Você está voltando pra casa deixando algum projeto que o deixe empolgado para voltar? 

Definitivamente eu vi e tentei várias coisas e estou realmente muito empolgado em voltar e tentá-los. Eu espero conseguir voltar ao Brasil ano que vem! :)

Parte da trip de Paul pelo Brasil foi registrada em vídeo e deve sair em breve numa nova séria com Felipe Camargo para o EpicTV.

Postado por admin em : Boulder, Uncategorized

Sean McColl e Claire Buhrfeind vencem o Psicobloc Masters 2014

12
Aug
Parede do Psicobloc Master em Park City

Parede do Psicobloc Master em Park City

Se tem uma competição de escalada que é realmente empolgante de assistir é o Psicobloc Masters, idealizado por Chris Sharma, e que esse ano teve a sua segunda edição em Park City, Utah. A brincadeira é bastante simples. Uma parede de escalada de uns 15 metros de altura, em cima de uma piscina, e duas vias idênticas. Quem chegar primeiro no topo, ou for mais alto, ganha. Simples assim. A competição acontece no modelo de baterias, começando com as oitavas e afunilando até a final. Quem ganha passa, quem perde fica de fora. Junte a isso um monte de estrelas da escalada do quilate de Daniel Woods, Paul Robinson, Alex Puccio, Ashima Shiraishi, Sasha DiGiulian, entre outros, e você tem talvez o evento de escalada mais bem sucedido da atualidade.

E esse ano, no meio de todas as estrelas, quem levou a melhor foram o canadense Sean McColl, participando pela primeira vez da competição, e a também novata Clair Buhrfeind, de apenas 16 anos.

Sean McColl chegou na competição como um dos favoritos, e mostrou realmente que não estava pra brincadeiras. Para quem não sabe, Sean é um dos poucos escaladores que compete em todas as três modalidades de escalada: boulder, dificuldade e velocidade; já tendo sido Campeão Mundial Geral em 2012. Sean teve sua primeira bateria contra o escalador americano Isaac Caldiero, conhecido por ter participado do programa American Ninja Warriors. Na segunda rodada Sean derrubou o campeão do ano passado Jimmy Webb, e seguiu para a semifinal contra ninguém menos que Chris Sharma. Sean passou por Chris sem tomar conhecimento e chegou na final contra Daniel Woods. A final foi muito disputada, e Sean parecia que ia perder o título, mas no sprint final, conseguiu a vitória.

No lado feminino, as grandes favoritas eram Sasha DiGiulian, Delaney Miller (campeã e vice campeã do ano passado) e obviamente, Alex Puccio. Mas quem levou mesmo a melhor foi a estreante Clair Buhrfeind, que veio comendo por fora e desbancou todas as favoritas. Na primeira rodada Claire desbancou a veterana Jacinda Hunter. Na segunda rodada enfrentou Michaela Kirsch, e começou a chamar a atenção. Na terceira rodada veio a prova de fogo: Alex Puccio. Numa disputa empolgante, Claire conseguiu a vitória por uma questão de segundos, com as duas escaladoras terminando a via. A final foi com Delaney Miller, e Claire soube usar bem sua vantagem inicial e escalou no ritmo que precisava, sempre com um olho em Delaney, garantindo assim a vitória.

Postado por admin em : competições, Escalada Esportiva

Adam Ondra ganha a primeira na Copa do Mundo de Dificuldade

5
Aug

Depois de um começo com resultados bem aquém do esperado para o maior fenômeno da escalada na atualidade  (com direito deixar de clipar a costura nas qualificatórias e ficar de fora da semi em Chamonix), finalmente Adam Ondra conseguiu uma vitória nessa temporada da Copa do Mundo de Dificuldade. No lado feminino a vitória ficou com austríaca Magdalena Röck, que interrompeu uma sequência de três vitórias seguidas da coreana Jain Kim, ganhando também sua primeira etapa do ano.

Adam Ondra no topo do podium pela primeira vez em 2014

Adam Ondra no topo do podium pela primeira vez em 2014

A final da quarta etapa da Copa do Mundo de Dificuldade em Imst, local da maior parede de competição da temporada, com seus 22 metros, foi bastante disputada, com vias longas, aparentemente bem diluídas mas com crux bem definido. Na via masculina o crux ficou por conta da passagem de teto, que segundo os route-setters, não era pra ser o crux, mas acabou derrubando todo mundo, com alguns escaladores indo um pouco mais longe e outro caindo um pouco mais cedo. A única exceção à regra foi o italiano Stefano Ghisolfi, que caiu ainda ainda no começo da via, em um lance estático mas aparentemente fácil. Adam Ondra foi o único a completar toda a sequência do teto, mas nem ele conseguiu completar a via, caindo antes de fazer a virada. O canadense Sean McColl ficou com a segunda colocação, com o austríaco Jakob Schubert em terceiro.

A final feminina repetiu a tônica da masculina, com um primeiro trecho aparentemente mais fácil e sem muitas surpresas, e lances mais exigentes no segunda metade, principalmente na entrada do teto. As únicas duas escaladoras a superarem a passagem do teto foram Magdalena Röck e Jain Kim. Jain Kim acabou indo um pouco mais longe, mas por ter escalado de forma bastante lenta, o tempo terminou antes dela alcançar a marca de Magdalena, que ficou em primeiro. Completando o podium ficou a também austríaca Jessica Pilz

A Copa do Mundo de Dificuldade agora faz uma pausa e só retorna em Outubro, após os campeonatos mundiais de Boulder, que acontece ainda esse mês, e Dificuldade que acontece em setembro.

Copa do Mundo de Dificuldade Imst

Masculino

1. Adam Ondra (CZE)

2. Sean McColl (CAN)

3. Jakob Schubert (AUT)

Feminino

1. Magdalena Röck (AUT)

2. Jain Kim (COR)

3. Jessica Pilz (AUT)

Confira abaixo o replay da final disputada em Imst e para ver o resultado completo, acesse o site do IFSC.

Postado por admin em : competições, Escalada Esportiva

Alex Puccio encadena o Jade V14

4
Aug

A evolução das mulheres no mundo do boulder é evidente! Depois de Ashima Shiraishi e Shauna Coxsey terem conseguido seus primeiros V14, agora foi a vez de Alex Puccio também entrar nesse seleto grupo, até mesmo para os homens.

Alex Puccio no Jade V14

Alex Puccio no Jade V14

Alex encadenou no último sábado o boulder Jade V14, em Rock Moutains National Park. Esse é o primeiro V14 da carreira de Alex Puccio (apenas o quarto entre as mulheres) e veio pouco tempo depois do primeiro V13 da moça, com o boulder Top Notch em julho. O boulder teve sua primeira ascensão feita pelo escalador Daniel Woods, e foi originalmente graduado como V15, consolidando-se posteriormente como um V14 sólido!

Alex publicou em seu facebook que estava “Muito empolgada! Encadenei o Jade V14 hoje! Foi meu quarto dia no boulder e hoje consegui escalar na primeira entrada!” Ela também comentou que chegou perto da cadena no primeiro dia, caindo na última agarra, mas teve que aguardar uns dias por conta da chuva. “Finalmente parou de chover e eu tive um bom dia seco, um pouco quente, mas bem seco e fui capaz de mandar”, adicionou Puccio.

Fonte: Rock and Ice

Postado por admin em : Boulder