Copa do Mundo de Dificuldade: Sachi Ama e Heléne Janicot vencem em Briançon

A Copa do Mundo de Dificuldade chegou esse final de semana na sua segunda etapa, que aconteceu na cidade francesa de Briançon, e terminou com mais uma vitória do japonês Sachi Ama e da francesa Heléne Janicot, inaugurando pela primeira vez o polêmico desempate por tempo.

No masculino, depois de uma semifinal que quase deixou Jakob Schubert mais uma vez fora da final, a final foi extremamente emocionante. Como deve ser numa via final, os escaladores foram caindo cada vez um pouco mais longe. Um dos primeiros a escalar, Jakob Schubert parecia muito bem, e se tinha a impressão de que ele ia para o top, não fosse o tempo de 8 minutos ter se esgotado e ele ser obrigado a parar de escalar. Schubert só foi ultrapassado mais a frente por Sean McColl, que escalando rápido e bastante sólido passou o austríaco em uma agarra. Veio então o japonês Sachi Ama, e parecendo não fazer esforço algum foi escalando até o ponto mais alto já escalado, e avançando mais 3 agarras. Faltava apenas o espanhol Ramon Julian, que havia ficado em primeiro na semifinal. Ramon escalou como sempre, com técnica e confianças absurdas, mas acabou caindo bem antes, num lance mais esticado onde foi obrigado a dar um bote.

Johanna Ersnt durante Copa do Mundo em Briançon

Já no feminino a coisa foi bastante embolada. Com vias extremamente fáceis e claramente mau construídas nas semis e na final, o que se viu foram várias escaladoras caindo exatamente na mesma agarra. Para se ter uma idéia, das 8 finalistas 4 ficaram empatadas com 55+ e as outras 4 em 53+. Considerando que a grande maioria havia feito top nas qualificatórias, ficava claro que a chance da final ser decidida pelo tempo era grande. E isso ficou ainda mais claro, quando logo a primeira escaladora da final caiu a duas agarras do top. O que vimos então na final foram as escaladoras passeando na via e chegando com facilidade ao final, com 5 escaladoras das 8 fazendo top. E foi ai que a grande novidade do IFSC para essa Copa do Mundo entrou em cena. Completamente empatadas na final  havia 3 escaladoras: Johanna Ersnt, Heléne Janicot e Katharina Posch. Katharina se atrapalhou numa passagem na metade da parede a acabou não fazendo top. A decisão ficava apenas entre Johanna e Heléne. Hélene escalou primeiro (e não posso dizer que escalou bem já que a câmera da transmissão ficou mostrando uma mochila no chão enquanto a francesa escalava) e fez top com ótimo tempo. Johanna entrou pra escalar já sabendo que o tempo podia ser fator determinante, e escalou rápido até o ponto que derrubou Katharina, onde ela também encontrou dificuldades e levou mais tempo para decifrar a sequência, mas ainda assim conseguindo superar o ponto e fazer também o top, mas não rápido o suficiente para tirar o título de Heléne Janicot.

O desempate por tempo que está sendo testado pelo IFSC nessa Copa do Mundo está dando muito o que falar. A escaladora Mina Markovic ao final da competição desabafou falando que a via da final estava muito fácil, e que é bom que haja tops, mas tantos assim talvez não seja o melhor caminho. A idéia de inserir o tempo como desempate surgiu após vários casos de empates em Copas do Mundo, coincidentemente na categoria feminina. O que muito se discute é se realmente é uma questão de usar  o tempo, ou se não se trata apenas de realmente melhorar as vias criadas para as mulheres de forma que separa melhor as escaladoras. A esperança é que essa idéia seja apenas um teste, e que ao final da Copa do Mundo o IFSC perceba que essa é a direção errada para contornar os problemas de empates entre as mulheres.

A Copa do Mundo de Dificuldade volta agora no começo de Agosto, para a terceira etapa a ser realizada em Imst na Áustria.

Copa do Mundo de Dificuldade – Briançon

Masculino

1. Sachi Ama (JAP)

2. Sean McColl (CAN)

3. Jakob Schubert (AUS)

4. Magnus Midtboe (NOR)

5. Romain Desgranges (FRA)

6.Stefano Ghisolfi (ITA)

7. Ramon Julian (ESP)

8. Hyunbin Min (COR)

Feminino

1. Heléne Janicot (FRA)

2. Johanna Ersnt (AUS)

3. Charlotte Durif (FRA)

4. Mina Markovic (ESL)

5. Momoka Oda (JAP)

6. Sasha DiGiulian (EUA)

7. Yuka Kobayashi (JAP)

8. Katharina Posch (AUS)

Para os resultados completos acesse o site oficial do IFSC.

 

Facebook Comments