Guillaume Glairon-Mondet e Akyo Noguchi vencem em Toronto

Nesse último final de semana a Copa do Mundo de Boulder chegou na américa do norte, com a etapa de Toronto, no Canadá. Como se esperava a presença dos escaladores dos Estados Unidos foi massiva, com grandes nomes da terra do Tio Sam se fazendo presente, como Megan Martin, Michael O’Rourke e Angie Payne.

As finais tiveram boas surpresas, tanto no feminino quanto no masculino. Dois jovens talentos asiáticos fizeram uma boa competição e chegaram na final. Jongwon Chon da Coréia, e Miho Nonaka do Japão, ele de 19 anos, ela com 17, não tomaram conhecimento dos grandes e conseguiram sair ambos com um ótimo quarto lugar. Das surpresas negativas, tivemos as ausências de Killian Fischhuber e Anna Stöhr, complicando um pouco suas posições no ranking geral.

A expectativa era também de uma boa apresentação da parte de Sean McColl, representando o Canadá. Ele até conseguiu seu lugar no podium, mas quem levou a melhor nessa etapa foram os estrangeiros, com Guillaume Glairon Mondet, da França, e Akyo Noguchi do Japão, conquistando suas primeiras vitórias na temporada.

Os problemas da final eram uma mistura interessante de força e técnica, e foi muito interessante ver como os competidores tentavam resolver cada um deles. No lado masculino, parecia que mais uma vez Jan Hojer ia passar o trator em todo mundo e ganhar com folga. O alemão foi o único a fazer top no primeiro boulder, demonstrando sua força absurda de blocada. O segundo boulder não foi muito diferente, com Hojer conseguindo o top em poucas tentativas, mas com Guillaume, Jongwon e James Kassay conseguindo também o top.

A virada de Guillaume começou no terceiro boulder, conseguindo o flash com um domínio pra lá de inusitado. Sean McColl repetiu o domínio de Guillaume, e Jongwon também conseguiu o top. Jan Hojer saiu sem o top e claramente aborrecido.

Guillaume fazendo o domínio do terceiro boulder
Guillaume fazendo o domínio do terceiro boulder

O último boulder decidiu a disputa, com Guillaume abrindo a rodada com um flash, e jogando a batata-quente no colo de Jan Hojer, que precisaria do flash para manter o título. Mas antes de Hojer havia a disputa do bronze, entre Jongwon e Sean McColl. Jongwon não conseguiu completar o boulder, e deixou o caminho livre para Sean, com um flash, garantir o bronze e ainda ficar na disputa pela prata com Hojer. Hojer voltou para fechar a rodada e com um erro na primeira tentativa entregou o título para Guillaume, mas sem perder mais tempo Hojer finalizou o boulder e garantiu a prata, deixando Sean McColl com o bronze.

Sean McColl comemorando o top no último boulder
Sean McColl comemorando o top no último boulder

No lado feminino a disputa também foi emocionante. Até o último problema, cinco escaladoras haviam conseguido os três tops, com as três primeiras empatadas com quatro tentativas cada! Tudo seria decidido no quarto e último problema.

A primeira na disputa a entrar foi Alex Puccio, que na sua melhor participação até agora na Copa do Mundo, conseguiu o flash, e partiu na frente. Juliane Wurm e Miho Nanaka entraram em seguida e ambas não conseguiram o top, garantindo pelo menos o bronze para Puccio. Shauna Coxsey foi a penúltima a entrar, precisando do flash para ainda sonhar com o ouro, já que Akyo tinha melhor performance nas semis. Shauna perdeu o flash, mas conseguiu o top na tentativa seguinte fazendo uso de um belo “figure four” para alcançar a agarra bônus. Só restava agora Akyo Noguchi, que teria até duas tentativas para ficar com o ouro. Mas numa apresentação quase perfeita, Akyo conseguiu mais um flash, fechando sua participação com 4 tops em 5 tentativas.

Akyo Noguchi em um dos tops da sua apresentação quase perfeita!

Copa do Mundo de Boulder Toronto (5-8)

Masculino

1. Guillaume Glairon-Mondet (FRA)

2. Jan Hojer (ALE)

3. Sean McCol (CAN)

Feminino

1. Akyo Noguchi (JAP)

2. Shauna Coxsey (ING)

3. Alex Puccio (EUA)

Para o resultado completo da etapa e o ranking geral da disputa até agora, acesse o site do IFSC.

A próxima etapa do Copa do Mundo de Boulder acontece nesse final de semana, e Vail nos Estados Unidos, para depois voltar para a China e terminar a temporada em Laval, na França.

Facebook Comments